segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Javier Bardem e Vicky Cristina Barcelona

Javier Bardem é, sem dúvida, um dos actores em que o ano de 2008 lhe trouxe boas coisas. Para além do ainda maior prestígio e reconhecimento com o Oscar obtido na categoria Melhor Actor Secundário, vários papéis começaram-lhe a ser propostos. Woody Allen adquiriu um dos grandes talentos da actualidade, aliando assim a naturalidade do actor espanhol à cidade e história que pretendia contar em Vicky Cristina Barcelona. Muitos chegam mesmo a afirmar que este é um dos filmes mais "europeus" de Woody Allen, inclusive o próprio.

Com a estreia do filme cada vez mais perto do nosso país, o Ante-Cinema apresentará durante estes próximos dias as entrevistas realizadas aos protagonistas principais deste novo filme de Woody Allen. Entre elas estarão Penélope Cruz e Rebecca Hall. Por enquanto, a conversa com Javier Bardem encontra-se em baixo.



Ante-Cinema#

2 comentários:

close-up disse...

Tens toda a razão fernando ando'me a portar muito mal :P ehe..

ai pa tenho de te pedir desculpa por isso mas acima de tudo por nunca me apanhares no msn! quando vejo ja muito tarde que vieste falar cmg ate me da um aperto lol desculpa mas realmente tenho estado muito pouco tempo à frente do ecrã ultimamente (as frequencias estao ai a chegar...começam logo no dia 2 de fevereiro:S )

bom mas para este comment nao ser completamente fora do contexto...vicky cristina barcelona! que belo e descontraido filme:D gostei bastante! nao esperava algo tao leve (isto é um elogio claro) e agradavel.

claro que so por si as cidades espanholas sao um regalo para os olhos, mas esta pequena aventura que não gosto propriamente de chamar de historia vem dar ainda mais cor ao quadro :)

a penelope cruz está brilhante como a ex-mulher alucinada/genial. o conceito é realmente bizarro...mesmo à woody :) um belissimo entretem!

Fernando Ribeiro disse...

Bem vinda de volta! :) Vê lá se não me desapareces daqui outra vez rapariga. :)

Vi ontem o Vicky Cristina Barcelona e também gostei. Apesar de achar um filme com muito pouco de Woody Allen.

Beijinho