domingo, 21 de setembro de 2008

Crítica - "Gomorra"

por Mário Macedo (Autor Convidado)

Nota: 8/10

Adaptado do best-seller de Roberto Saviano, a obra de Matteo Garrone, "Gomorra" é o retrato de uma sociedade com ligações à máfia napolitana, a Camorra. Ao longo da película assistimos a cinco curtas-metragens misturadas entre si que retratam os vários negócios ilícitos que fazem da Camorra uma das máfias mais poderosas de Itália. Temos os jovens, que são a base de muito tráfico na cidade napolitana, os pagamentos por protecção, um responsável por um aterro de material químico e um costureiro que trabalha para a alta-costura.
O título do filme deixa antever aquilo a que vamos assistir, Gomorra é uma cidade bíblica que, juntamente com Sodoma, representa o pecado. Os subúrbios de Nápoles são isso mesmo, onde existe uma sociedade suja, que vive com medo de represálias, e onde cada movimento dado em falso resultará na morte. Atrevo-me a dizer que foi um dos retratos da máfia mais reais que alguma vez vi, em parte pelas excelentes interpretações dos actores, na sua maioria amadores, que entregam ao seu papel tamanha dedicação e intensidade, que cheguei ao ponto de me questionar se estes não pertenciam à Camorra.
A nível cinematográfico devo admitir que achei espantosa a cena inicial, onde a crueza e violência da cena conjugada com a música totalmente inesperada torna desta cena uma das mais originais que já vi nos últimos tempos, sendo de destacar toda a banda sonora, que retrata na perfeição todo o gueto que são os subúrbios de Nápoles. Um dos pontos que menos apreciei, mas que não retiram qualquer genialidade ao filme, trata-se da maneira de filmar de Matteo Garrone, que em alguns planos tenta ser demasiado indie\doc, em parte talvez para fornecer maior realismo às cenas, mas que em certas situações parece extremamente exagerado.
Concluindo, é um filme que recomendo vivamente e que vem mostrar sem rodeios ou efeitos a realidade de uma cidade e, principalmente de uma sociedade. O cinema italiano como não o víamos à muito.

Ante-Cinema#

4 comentários:

Pedro Almeida disse...

Vou querer ver este filme.

Fernando Ribeiro disse...

Pedro Almeida,

Eu ainda não vi este filme. Em principio amanhã vejo-o. Mas segundo a crítica aqui do Mário Macedo, ele vale bem a pena :)

Abraço.

Anita :) disse...

Vale mesmo muito a pena!!!!está muitíssimo bem conduzido e, ilustra na perfeição todo a influência e, poder da máfia napolitana!!!Gostei muito!

Beijinho e, boa semana!

Fernando Ribeiro disse...

Anita,

Obrigado pela tua opinião :)

Beijinho