terça-feira, 26 de agosto de 2008

Os Vídeo Jogos e o Cinema

por Fernando Ribeiro

Com o passar dos anos, os jogos de consolas e de computador, avançaram tecnologicamente como seria de esperar. A par dos vídeo jogos, também o cinema evoluiu com o passar dos tempos, bem como todo o género de coisas que fazem com que o mundo se transforme significativamente. Contudo, a abordagem que os responsáveis pelos jogos implementaram nos últimos anos, tem sido verdadeiramente inspirado pelo cinema. "Heavenly Sword" por exemplo, foi criado como se de um filme se tratasse. O jogo permite a que quem o jogue, este pareça que faça parte de um filme, onde a narrativa tem assim um importante elemento, para que ao mesmo tempo que a pessoa avance no jogo, esta evolua como acontece nos filmes. Depois, todo ambiente trabalhado pelo jogo, também permite que "Heavenly Sword" se permaneça pela abordagem cinematográfica. Isto porque a banda sonora é inteiramente valorizada para influenciar todos os níveis da narrativa, e até chegaram a contratar Andy Serkis (actor especialmente conhecido pelo seu papel de Gollum em "Lord of the Rings" e de ter desenvolvido também os movimentos de King Kong, filme também de Peter Jackson), que mais uma vez dá frutos do seu talento, e também traz a sua voz ao jogo. Todos estes elementos fazem com que Sword seja assim todo ele integrado num estilo cinematográfico, permitindo ao jogador uma experiência completamente diferente. Em baixo fica uma apresentação de todos estes aspectos, e como a intenção é mesmo que tudo se interligue com o cinema:



Mas não é só por aqui que os vídeo jogos vivem muito do cinema. Antes do lançamento mundial de determinado jogo, também esta industria precisa verdadeiramente de chamar a atenção dos mais variados jogadores, para que assim, estes se sintam completamente à vontade para compra-lo mal ele sai para o mercado. E isto é feito à base, principalmente, dos trailers. Como acontece no cinema, onde cada filme introduz uma estratégia de marketing para se auto promover, também os jogos já têm essa necessidade. Sendo assim, criam trailers para que como no cinema, estes apresentem uma narrativa, de maneira a transmitirem todo um ambiente cinematográfico, como se de uma história estivéssemos a ver. Vou dar dois exemplos disso mesmo, começando pelo novo jogo da linha "Star Wars" que vai ser lançado brevemente. Vejam este trailer do jogo:



São bem visíveis as influências cinematográficas não são? Este é um primeiro exemplo do como cinema e vídeo jogos se cruzam plenamente neste aspecto. O objectivo é mostrar que existe de facto um argumento, e que para além da diversão, também poderemos seguir um guião, tal e qual como acontece no cinema. Isto atinge também, com certeza, outros patamares que influenciam por completo determinados espectadores. Este tipo de apresentação do jogo, pode perfeitamente aliciar um apaixonado por cinema, que simplesmente nunca jogou grandes jogos na vida. Tal como acontece quando estamos no cinema a ver os trailers antes do filme começar, e sentirmos que um deles de facto nos chamou a atenção para vê-lo, o mesmo processo se identifica aqui no vídeo jogo. Depois tratar-se de Star Wars, também chama os fãs desta saga, onde são eles certamente, os principais impulsionadores para jogarem e quererem fazer parte daquele mundo. Agora, mais um exemplo completamente semelhante a este:



Este é o trailer do jogo "Mass Efect", recém chegado ao pc. Como constataram, uma vez mais a história do jogo vem ao de cima, mas este com uma outra particularidade. Como em alguns filmes, que ganham por exemplo a palma de ouro em Cannes ou um Oscar da Academia, também este evidencia os principais prémios e reviews que o jogo obteve. Para além do ambiente criado em volta do jogo, o trailer faz questão de apresentar o que de melhor obteve, e assim, chegar a um outro patamar como vídeo jogo propriamente dito.
Concluindo, importa fazer trailers à maneira cinematográfica, pois eles conseguem chamar a atenção das pessoas, e incutem sobre todas elas, o prazer aliado à aventura. Os trailers são hoje no cinema, o principal trunfo para qualquer estratégia que se designe a promover um filme. Muitas vezes, até existem trailers muito melhores que o próprio filme, de tão bem tratado ele é. Nos jogos já começa também a ser assim, e é visto perante os trailers, uma fórmula que pode muito bem aliciar as pessoas a compra-lo e, designadamente, a joga-lo como se de um filme fizéssemos parte.

Site Oficial de "Heavenly Sword
": www.heavenlysword.com

Site oficial de "Star Wars: The Force Unleashed": www.lucasarts.com/games/theforceunleashed/

Site Oficial de "Mass Efect": masseffect.bioware.com

Ante-Cinema#

3 comentários:

Fifeco disse...

Ora aqui está um tópico bastante interessante :p Curti mesmo.

Agora, faltou aí um Metal Gear Solid ou um Resistence cujos "argumentos" são bem melhores do que alguns que se vêm para esse filmes da treta.

Abraço

Hugo Gomes disse...

Excelente post, apesar de não ser fã de vdeojogos, não consegui ficar indeferente ao tariler do novo de Star Wars. It's look like a movie

Fernando Ribeiro disse...

Fifeco,

Ainda bem que gostaste. Quanto às tuas sugestões, também seriam bem implementadas com certeza.

Hugo,

De facto, o trailer de Star Wars é muito cinematográfico, mas não será só fogo de vista?

Abraços