terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Grandes Momentos Cinematográficos

MOULIN ROUGE!
(Baz Luhrmann)

Nota Ante-Cinema: 9/10

Aquele que é, sem dúvida, o filme mais consensual e respeitado de Baz Luhrmann, é apresentado hoje no Grandes Momentos Cinematográficos.

Foi a 2001, altura em que se fechava a então chamada trilogia da "Cortina Vermelha", que Moulin Rouge! fez ver ao cinema que os musicais não estavam mortos (como muitos pensavam). Mas se não existiam dúvidas quanto ao nível de risco que este filme continha, já Baz Luhrmann nunca o pensou assim. Ao trazer para o cinema um musical bastante vivo, onde a cor tem uma predominância fulcral e o ritmo um papel acelerado e visualmente intenso, seria de esperar que estivessem na mesa todos os atributos para um grande musical. E foi isso que aconteceu. Mais uma vez, a habilidade de Luhrmann no argumento e na maneira como filma as suas expressivas e coloridas personagens, fizeram de Moulin Rouge! um marco que o cinema teria de ter muito em conta. Prova disso? Após 20 anos sem a Academia distinguir um musical, eis que surge este filme com oito nomeações aos Oscars, tendo ganho em duas categorias (Direcção Artística e Guarda Roupa). Seis nomeações para os Globos de Ouro, onde ganhou três (Melhor Filme Musical ou Comédia, Melhor Actriz num Filme Musical ou Comédia e Melhor Banda Sonora), entre muitos outros importantes prémios.

Existem várias cenas deste filme que mereciam perfeitamente o destaque. A escolhida acabou por recair na cena onde as duas personagens que vivem o amor do filme, Satine e Christian, se apaixonam pela primeira vez. O tema musical que faz parte da cena é "Your Song", reinvenção do original de Elton John. Quem ainda não viu o filme, podem começar por espreitar o excerto em baixo. É bastante patente a importância que o visual tem, levando o espectador a uma França muitas vezes de sonho mas também de tragédia. O vídeo em baixo.



"Lurhmann recria um conto de fadas adulto sobre um cenário luxurioso, momentos musicais deliciosos e interpretes de grande qualidade (um grande desempenho de Nicole Kidman). Moulin Rouge pode-se assemelhar a um circo, mas a um bom circo."
Nota: 8/10
Cinematograficamente Falando

"Ousado e corajoso, um revolucionário musical que mudaria para sempre a visão do género trazendo-o gloriosamente de novo à vida. Uma autêntica alegoria do amor desgraçado mas sem fronteiras, acompanhada energicamente pelos tons fortes, a dança glamourosa e a música arrebatadora. Kidman e McGregor, irrepreensíveis e melhores que nunca, são um só numa química tão poderosa que esquecemos que o que estamos a assistir é de facto ficção. Moulin Rouge tende a despertar opiniões muito distantes: ou se gosta muito, ou se detesta. Eu adorei."
Nota: 9/10
Close-Up

Ante-Cinema#

5 comentários:

João Ricardo "Blog da Pipoca" disse...

Um dos piores filmes que tive a infelicidade de ver.
De Baz, apenas Romeu e Julieta se aproveita, e mesmo este não é nada de especial.

João Ricardo "Blog da Pipoca" disse...

Já agora comentem o TOP Hitchcock em revoltadapipoca.blogspot.com

Fernando Ribeiro disse...

João Ricardo,

Ao contrário da tua opinião, este é, sem dúvida, o melhor filme de Baz Luhrmann. Para além de ter reinventado um género que estava morto, conseguiu juntar algo de novo ao cinema. Mas são opiniões. :)

Quanto ao teu top Hitchcock já lá deixei a minha opinião. :)

Abraço.

looT disse...

Depois de Australia (que ainda não vi) nada como recordar o trabalhod e Baz Luhrmann. Eu também sou um apaixonado por este Moulin Rouge :)

Fernando Ribeiro disse...

Loot,

Como tu, também sou um fã de 'Moulin Rouge'. Por todas as razões que já aqui especifiquei. É, de facto, um trabalho formidável.

Abraço.