quarta-feira, 26 de março de 2008

Crítica

"The Mist - Nevoeiro Misterioso", de Frank Darabont

6/10

O Ante-Cinema marcou presença na antestreia do simpático filme "The Mist - Nevoeiro Misterioso". E o que vai mais ao encontro para caracterizar esta obra, do mesmo realizador de "À Espera de um Milagre" e de "Os Condenados de Shawshank", é que este é sempre envolvido por altos e baixos. Nuns momentos, o filme entra por uma perspectiva bastante interessante e por outras, cai como receita repentina para ficarmos logo algo desinteressados. Apesar disso, consegue por vezes chamar a nossa atenção para aquela relação entre as muitas e interessantes personagens, bem como, para a sentença possível que cada um imagina para cada uma delas. Pode-se notar ainda certas referências a clássicos de terror, como por exemplo a "The Birds" de Alfred Hitchcock, durante a cena em que aquela centena de mosquitos, surge sobre o grande e frágil vidro que cobre aquela loja.
Contudo, vê-se que o filme podia dar muito mais, não fosse as fraquezas de ritmo que existem ao longo do filme. Nota especial para o final, que foi por ventura, o ponto mais crucial e onde "The Mist" ganhou pontos para o considerado simpático filme. Contudo, a sensação do "podia ser melhor" fica no ar.

Ante-Cinema#

1 comentário:

Hugo Gomes disse...

TB vi a antesestreia, da remessa recente, uma das melhores adaptações de uma obra de Stephen King. Interessante, intriguista e particularmente gostei da tematica entre religiao e instinto humano e o final que recai no julgamento da alma. A minha nota ainda é indecisa entre 7 ou 8.