quarta-feira, 29 de outubro de 2008

"Arte de Roubar" - Estreia a 6 de Novembro


por Fábio Oliveira


Do mesmo realizador de "Zona J" e "Julgamento", chega-nos a 6 de Novembro o mais recente trabalho de Leonel Vieira, "Arte de Roubar".

Já à algum tempo que este filme fazia parte dos planos do realizador, mas tudo se complicava quando se tratava de arranjar um produtor que pegasse neste seu projecto. A maior complicação residia no facto deste ser um filme de projecção internacional e por não conter muito interesse a nível nacional. O seu orçamento, tendo em conta as produções cinematográficas no nosso país, era claramente muito caro e também muito arriscado para conseguir luz verde.

Foi então que apareceu a Stopline Films, conseguindo então o orçamento necessário para seguir em frente. Com um custo de quase 2 milhões de euros, para além de ser falado em inglês, vai estar também disponível noutras duas línguas: português e espanhol. Como podem ver nos trailers em baixo, estas primeiras imagens revelam grandes influências ao cinema de Quentin Tarantino, juntando bastante acção e comédia.

A história de “Arte de Roubar” centra-se em dois jovens amigos que vivem de pequenos golpes, mas que rapidamente irão ver as suas vidas mudar radicalmente. Eles são contactados por um estranho mordomo que os contrata para assaltar uma herdade, na qual se encontra um quadro de Van Gogh não catalogado. Mas o que parecia um simples golpe torna-se numa grande confusão.

No elenco podemos contar com actores nacionais e internacionais. Entre os nacionais encontram-se Ivo Canelas, Soraia Chaves e Nicolau Breyner. No que toca ao elenco internacional, existem nomes como o da colombo-canadiana Flora Martinez e o espanhol Enrique Arce (actor que faz parte do filme recentemente apresentado em Cannes, “Guerrilla”). Os dois trailers do filme em baixo.

TEASER TRAILER:


TRAILER:


Ante-Cinema#

4 comentários:

Anónimo disse...

Não sei porquê mas o trailer transmite-me um bom "feeling" acerca do filme!
Um projecto arriscado! Como dizia o outro "Quem não arrisca não petisca" e parece-me que o Leonel Vieira se vai sair bem com este projecto.

Continua com o excelente trabalho que tens feito no blog.
Abraço. Tiago Gonçalves

looT disse...

Não esquecer o Miguel Borges que infelizmente aparenta aparecer pouco, mas este actor é fantástico :)

Abraço

Fernando Ribeiro disse...

Tiago,

Este filme é realmente arriscado, mas talvez seja disso que o cinema português precise. Obrigado pela tua visita! :)

Abraço


Loot,

Tens imensa razão. O Miguel Borges é de facto um grande actor.

Abraço

Anónimo disse...

Bom, o que eu sei é que este filme tem música muito boa: The Soaked Lamb, Wraygunn, Dead Combo, etc...
A fotografia também é excelente. A história bem merece uma ida ao cinema.